RODOVIÁRIOS DE SANTA CRUZ E REGIÃO REJEITAM PROPOSTA PATRONAL. NEGOCIAÇÃO COM AS EMPRESAS CONTINUA

 

Em assembleia geral convocada pelo Sindirodosul, terça-feira à noite (23), os rodoviários do longo curso de Santa Cruz do Sul e região rejeitaram, por unanimidade, a proposta patronal  para a Convenção Coletiva de Trabalho de 2019. 

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros dos Vales do Rio Pardo-Taquari e Jacui (Sindiônibus) ofereceu 4,78% de reajuste salarial, que é o índice da inflação na data-base da categoria, 1º de junho.

Na mesma proposta, as empresas incluíram uma cláusula para permitir que os motoristas acumulem a função de cobrança das  passagens, recebendo 3% do valor das passagens cobradas.

Além disso, pretendiam reduzir o Plano de Saúde para os novos funcionários. O plano passaria a valer apenas para o titular e não incluiria mais nenhum dependente.

Assim como já tinha acontecido na assembleia de  Porto Alegre, os rodoviários de Santa Cruz e região decidiram que não é possível aceitar essa proposta.

Estavam presentes,o presidente do Sindirodosul, Irineu Miritz Silva, os diretores Elton Luiz Tonatto, Arlindo Martins e Airton Santos, o assessor da direção José Ivori e o delegado sindical da Planalto, Paulo Roberto Machado. 

Na tarde de ontem, quarta-feira, houve nova reunião com a entidade patronal. As empresas não avançaram no índice de reajuste mas a negociação continua e uma nova reunião deve acontecer em breve. Tão logo haja novidades informaremos. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyright © 2017. Todos direitos reservados. Desenvolvido por