SINDICATO NEGOCIA PARA EVITAR DEMISSÕES E GARANTIR EMPREGOS

A direção do Sindirodosul informa a todos os rodoviários que vem mantendo intensas reuniões de negociação com os diretores das empresas e suas entidades, diante da grave crise provocada pela pandemia do coronavírus – Covid- 19, que está paralisando o setor e causando grande apreensão em toda a categoria.

Ao mesmo tempo, estamos visitando as garagens e dialogando muito, ouvindo a opinião dos trabalhadores. Qualquer decisão será tomada com transparência e o respaldo da categoria.

O sindicato está fazendo tudo o que é possível, com o auxílio da nossa assessoria jurídica, para chegar a um acordo que possa evitar demissões e garantir os empregos dos trabalhadores, tanto nas discussões com as empresas como na negociação com a RTI, a associação das empresas de longo curso.

Bolsa de qualificação profissional

As empresas do longo curso querem fazer um acordo nos termos do artigo 476-A, da CLT. Ele permite a suspensão dos contratos dos trabalhadores por dois a cinco meses, para que participem de um curso de qualificação profissional, mediante acordo coletivo com o sindicato e a concordância do empregado.

Durante o curso, o funcionário tem direito a receber uma bolsa de qualificação profissional do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, calculada com base no seguro-desemprego.

Porém, faltam alguns detalhes importantes para serem definidos com os empresários, como o tempo da suspensão dos contratos, que o sindicato quer limitar, e a forma de pagamento das rescisões de quem já foi demitido, que as empresas querem parcelar. Também estamos negociando a manutenção do plano de saúde e da cesta-básica.

Embora estejam acontecendo discussões em separado com as empresas, se o sindicato chegar a  um acordo com a RTI, isso valerá para todas elas, incluindo as maiores, como Ouro e Prata, Planalto, Unesul, etc, mas sempre garantindo que prevaleça o melhor acordo.

Semelhantes às urbanas

Quanto às empresas semelhantes às urbanas, a negociação está em andamento.

Tanto a Louzada como a Vitória querem acordos com base na Medida Provisória N ° 936, publicada dia 1° de abril pelo governo, que prevê a possibilidade da suspensão de contratos ou a redução da jornada e dos salários, mas com uma compensação salarial com base no seguro-desemprego.

Quanto ao setor de fretamento e turismo, estão acontecendo alguns contatos das empresas, preocupadas com a situação, mas, até agora,  sem maior evolução das negociações.

 A situação é realmente muito grave, houve uma grande redução de passageiros em todas as linhas.

O sindicato reconhece o problema e está disposto a negociar uma saída que seja a melhor possível, ou a menos ruim, para os trabalhadores, já que a luta pela preservação dos empregos tem sido uma busca incansável do sindicato. 

Mas não assinaremos nada que  leve a categoria à fome e à miséria. Queremos preservar os empregos, a saúde e a dignidade de todos. Estamos lutando muito por isso. Aguardem novas informações assim que houver novidades.

Contem com o seu sindicato, estamos na linha de frente para defender os rodoviários nesta hora difícil. Vamos nos manter unidos, porque  juntos somos fortes.

A Direção – Sindirodosul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyright © 2020. Todos direitos reservados. Desenvolvido por