SINDIRODOSUL JÁ SOLICITOU PROVIDÊNCIAS URGENTES DAS EMPRESAS CONTRA O CORONAVÍRUS

Desde a semana passada, a direção do Sindirodosul está buscando informações e solicitando providências urgentes das empresas para proteção dos rodoviários contra o coronavírus. 

Inclusive, numa reunião na última terça-feira (17), o presidente do sindicato, Irineu Miritz Silva, entregou uma lista de medidas que considera urgentes ao presidente da Associação Riograndense de Transporte Intermunicipal, Eduardo Michelin.

No documento, o sindicato manifesta sua grande preocupação com a pandemia de coronavírus “e os riscos que isso traz para os trabalhadores rodoviários, em especial, tendo em vista seu contato diário com o público nos coletivos, indo e vindo de todas as partes do Estado e do País, expondo-se ao contágio ainda muito mais que as demais pessoas.”

O grande diferencial do coronavírus é a facilidade da sua transmissão. Por isso, entre as medidas mais urgentes indicadas pelo sindicato estão as seguintes:

  • Fornecimento permanente e abundante, pelas empresas, de álcool gel nos ônibus, para motoristas, cobradores e passageiros, bem como em todas as bases das empresas, para todos os seus trabalhadores e trabalhadoras.
  • Limpeza e desinfecção completa dos ônibus, ao final de cada percurso.
  • Que não faltem água e sabão para a higiene pessoal em todas as bases.
  • Máscaras são bem-vindas, mas não substituem o álcool gel, que é imprescindível em todos os ônibus e em todos os locais de trabalho.
  • Reforço nas ações de limpeza e higienização das instalações dos locais de trabalho, mais vezes ao dia, especialmente nas áreas comuns como banheiros, refeitórios e dormitórios, com a utilização de álcool e produtos desinfetantes que sejam eficazes contra o vírus, além da água e sabão.
  • Na medida do possível, reduzir as turmas de trabalho, com escalas de revezamento.
  • Suspender atividades que não sejam essenciais, para que os trabalhadores dispensados fiquem em casa, diminuindo o contato e a possibilidade de transmissão.
  • Reforçar nas empresas a divulgação das orientações gerais de prevenção. 

Na reunião, o presidente da RTI disse que as empresas também estão muito preocupadas e estão tomando suas providências. 

Alertamos, contudo, que apenas a distribuição de máscaras ou alguma providência isolada não adianta, é preciso um conjunto de medidas, como essas que foram indicadas, para que a prevenção seja efetiva. 

O sindicato está muito atento a essa situação e solicita que os trabalhadores informem sobre qualquer falha ou negligência na proteção contra o vírus em seus locais de trabalho. 

Telefones do sindicato: (51) 3225-4795 – (51) 3225-8425 – (51) 3221.2035

Nosso whatsapp: 9-8161-6607

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyright © 2020. Todos direitos reservados. Desenvolvido por