ENCONTRO REUNIU APOSENTADOS NA POUSADA EM CIDREIRA

Um encontro de veteranos da profissão foi realizado neste sábado (18), na pousada do Sindirodosul, em Cidreira, reunindo aposentados da Ouro e Prata e também colegas de outras empresas, como BrasilSul, Penha, Unesul, Eucatur e alguns associados do sindicato que estavam hospedados na colônia de férias.

Também estavam presentes na confraternização, que teve almoço com churrasco, chimarrão, boa conversa e muita alegria, o presidente do sindicato, Irineu MIritz Silva , os diretores Arlindo Martins, José Ivori, Valmir Garcia, além do administrador da pousada, Flori Daniel Carneiro.

Não faltaram histórias e muitas lembranças dos vários anos de profissão, de veteranos como o Moacir Machado, 78 anos, aposentado da Ouro e Prata que começou trabalhando  como cobrador, aos 14 anos, em Uruguaiana. Depois de aposentado ainda trabalhou como instrutor, por um bom tempo, no Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat).

“Tenho boas recordações da profissão, com ela consegui educar meus filhos e é uma alegria imensa rever essa turma da antiga, graças a Deus todos bem”, disse Machado.

Outro presente foi Francisco Jacomelli, 64 anos, motorista da Liderança, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), um assíduo frequentador da colônia de férias. “Venho no inverno e no verão, porque é uma colônia muito boa, somos muito bem recepcionados pelo Daniel e há um nível de amizade muito grande entre os colegas que costumam vir também”, disse Jacomelli.

Um dos mais conhecidos dos veteranos presentes, Tabajara Saraiva Vieira, 70 anos, aposentado da Penha desde 1995 , se orgulha de ter sido um dos fundadores do sindicato. Ele contou que começou na profissão aos 19 anos como motorista de caminhão, por alguns anos, e o resto do tempo foi motorista e ônibus.

“Para nós é a melhor profissão que há, nos dá um senso de liberdade que não tem igual, se tivesse que nascer de novo seria motorista outra vez”, afirmou Tabajara, que tem a matrícula de número 009 na carteira de associado do sindicato.

Feliz por reencontrar antigos companheiros de estrada comentou: “Vocês não imaginam a alegria e a satisfação que dá para a gente que convivia mais entre nós do que com a família, podermos nos nos reencontrar, porque somos uma família, somos uma irmandade”, completou.

Primo Boscardin, 65 anos,se aposentou na Ouro e Prata há muitos anos e reencontrou amigos que há muito tempo não via. “Tenho muito boas lembranças da profissão, a base que me ajudou a conseguir tudo que eu tenho foi essa profissão e é um um prazer muito grande ter reencontrado esse pessoal todo. Tomara que venham outras oportunidades de encontrarmos os colegas que não vieram dessa vez e deixo um abraço para toda a categoria”, disse Boscardin.

O responsável pela pousada, Flori Daniel Carneiro, 67 anos, disse que esta foi uma ocasião especial, porque o pessoal com mais rodagem na profissão gosta de ser lembrado: “Eles ficam muito felizes, porque saíram das suas empresas e muitas vezes se sentem esquecidos pelos colegas. Muitos que não puderam vir ficaram contentes só pelo fato de terem sido convidados e para mim é um motivo de felicidade fazer parte disso, ver os companheiros com quem convivemos tantos anos na estrada”.

Ao final, ficou combinado que um novo encontro vai acontecer ainda este ano, dia 07 dezembro, um sábado. “Vamos trazer mais gente da próxima vez”, prometeu Boscardin.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Copyright © 2017. Todos direitos reservados. Desenvolvido por